O RPG (“Role Playing Game”, Jogo de Interpretação de Personagem), é um jogo de estratégia e imaginação, em que os jogadores interpretam diferentes personagens em diferentes mundos, vivendo aventuras e superando desafios de acordo com as regras descritas no sistema escolhido.

Em um teatro, os atores interpretam seus personagens seguindo um “script”, onde são determinados suas falas, ações e gestos, com tudo o que seu personagem deve saber.

Num jogo de estratégia, deve-se seguir um conjunto de regras onde, para vencer, é necessário superar desafios impostos por seus adversários – cada partida é unica, sendo impossível prever seus movimentos durante o jogo.

Em RPG esses universos se unem.

Como em um jogo de estratégia, há regras que o definem, e guiam aquilo que o seu personagem pode ou não pode fazer.

Esse conjunto de regras chama-se sistema.

Como no teatro, cada personagem tem uma história, e deve ser interpretado assim como os atores fazem, no RPG, você não segue um roteiro, mas age pelo seu personagem com liberdade de ação. Em RPG, diferentemente de um jogo de estratégia, você não luta contra um adversário específico, mas vive aventuras em um mundo imaginário.

Em uma aventura de RPG sempre existem eventos aleatórios, e nem tudo pode ser decidido de forma direta pelo narrador ou jogadores.

Para representar a aleatoriedade das partidas da forma mais imparcial possível, no RPG existem regras para definir o sucesso ou fracasso de uma ação.

Quando um jogador tenta fazer alguma coisa relativamente complexa, como lutar ou dar acrobacias, um teste com dados deve ser feito para decidir o sucesso ou fracasso.

Cada sistema possui suas próprias regras, que definem que números nos dados determinam um sucesso ou fracasso em cada jogada.